sábado, 21 de outubro de 2017

Declarações dos treinadores após o Feirense - Rio Ave, 1-0

Nuno Manta: «A gente vive dos triunfos»

Palavras de Nuno Manta, treinador do Feirense, na sala de imprensa do Estádio Marcolino de Castro, após a vitória por 1-0 sobre o Rio Ave:

«Era importante conseguir a vitória. Foi o que a equipa fez. Jogo emotivo, com várias incidências. A equipa teve um controlo emocional muito grande. [A vitória] deve-se à coesão e cooperação que a equipa teve.»

Triunfo após quatro derrotas? «Não mudei nada. A minha metodologia de trabalho, a minha dedicação e a do grupo é sempre a mesma. É a velha situação da bola que entra e a que não entra. Do outro lado, há sempre um adversário. Abdicamos um pouco de ter tanta posse de bola, fizemos um jogo mais simples e objetivo. Temos qualidade dentro do nosso plantel e isto vem realçar o que temos vindo a desenvolver. Todos os triunfos são importantes, a gente vive dos triunfos.»

Vitória antes do Benfica? «Discutir todos os jogos, lutar pela vitória, respeitar o adversário e ter estratégias diferentes para cada jogo. Há alegria sempre maior quando se ganha».

«Em relação à arbitragem, não vou comentar. Nunca comentei. Além de tudo, tenho de ver o jogo novamente para ter uma ideia concreta de alguns lances. No momento do penalti, já na época passada a equipa ficou reduzida a dez jogadores e conseguimos resultados positivos. Ficar com menos um é sempre difícil, mas ao mesmo tempo confiei na determinação que a equipa tinha para conseguir resolver problemas que o Rio Ave ia colocar. Com trabalho, atitude, à Feirense, conseguimos os três pontos.»

Miguel Cardoso: «Na segunda parte não houve futebol»

Palavras de Miguel Cardoso, treinador do Rio Ave, na sala de imprensa do Estádio Marcolino de Castro, após a derrota com o Feirense:

«Íamos encontrar uma equipa agressiva, com intencionalidade que passaria por não nos deixar jogar. Teríamos de ser igualmente intensos, agressivos e tirar a bola do Feirense. Nem sempre fomos competentes na primeira parte a fazer isso. E vou falar apenas pela primeira parte, porque na segunda parte não houve futebol. Não fizemos uma primeira parte capaz. A partir do golo isso acentua-se mais.»

«Quisemos sempre dar a volta aos acontecimentos. Se numa fase inicial tivemos dificuldade em equilibrar a agressividade do Feirense, depois fomos gerindo de forma a tirar proveito. Podíamos ter saído de uma situação vantajosa se conseguíssemos o golo no penalti. Dava o empate e uma vantagem numérica. Não fizemos, tivemos de gerir, colocando pressão na defesa adversária com a entrada do Guedes. Só que depois dá-se a primeira expulsão, a do Bruno Teles. E não vou comentar, recuso-me. Sou treinador, procuro treinar. Depois voltámos a perder outro jogador e continuamos a tentar marcar. Assumimos o jogo, a construção. Não conseguimos golos e, portanto, temos de assumir esta derrota. Pensar o que podíamos ter feito melhor no sentido de, em contextos iguais, fazer diferente. Não é fácil jogar num contexto destes se não se tiver bola.»

Forma de jogar? «O nosso modelo tem congruência. E um modelo com congruência não é consistente. Consistência faz com que as pessoas sejam inflexíveis. A congruência torna-nos flexíveis, para perceber como jogar em cada um dos contextos. Nada nos vai desviar das nossas ideias de jogo. Inflexibilidade ou consistência é estupidez. E nós não queremos ser estúpidos.»

Baixas para o Sporting? «Vamos jogar com onze e certamente ter o banco preenchido. O plantel não é longo, agora temos consciência que temos de trabalhar, no sentido de colocar a equipa competente no jogo. Com o Sporting não vai ser diferente.»

in: MaisFutebol.iol.pt

Feirense-Rio Ave (antevisão): fuga ao precipício e Europa na mira

Duas equipas em contraciclo em Santa Maria da Feira. Fogaceiros vêm de quatro derrotas na liga, Rio Ave em retoma no primeiro terço da tabela

O MOMENTO

Feirense: o embate caseiro com o Rio Ave é um verdadeiro teste à mudança da equipa de Nuno Manta na liga. Os fogaceiros chegam à nona jornada com quatro derrotas consecutivas na prova e, por isso, urge tudo o que seja ponto. Não só para ganhar conforto na tabela, como para fugir à cauda desta, da qual tem dois pontos à maior. No Marcolino de Castro, o Feirense soma quatro pontos no mesmo número de jogos e marcou e sofreu em todos eles. Pese o ciclo na liga, o apuramento sofrido na Taça de Portugal em Viseu – só deu nas grandes penalidades - e o empate na Taça da Liga, em Guimarães, deram algum alento.

Rio Ave: novo ciclo positivo após as derrotas com Marítimo e FC Porto na liga, que atenuaram um exímio arranque de época. A equipa de Miguel Cardoso vem de quatro jogos sem perder – duas vitórias e o mesmo número de empates, entre liga, Taça de Portugal e Taça da Liga. Um triunfo em Santa Maria da Feira coloca os vilacondenses ao lado do Benfica no terceiro lugar – à condição - e impõe pressão sobre os mais diretos adversários, Marítimo e Sp. Braga. Longe dos Arcos, o Rio Ave soma uma vitória, um empate e uma derrota.

AS AUSÊNCIAS

Feirense: Barge, por lesão.

Rio Ave: Silvério, lesionado.

DISCURSO DIRETO

Nuno Manta (Feirense): «O nosso principal objetivo é pontuar, mas é óbvio que vamos lutar pela vitória, que é fundamental para nós. Queremos conseguir um triunfo perante os nossos adeptos. O apoio dos nossos adeptos será importante. Jogo extremamente difícil contra uma equipa bem orientada. Queremos controlar o jogo, retirando a bola ao Rio Ave.»

Miguel Cardoso (Rio Ave): «Queremos continuar a ter um bom desempenho, com consistência e uma abordagem séria e rigorosa. Tenho expectativa que os jogadores estão prontos para responder aos desafios que vão sentir. Não esperamos facilidades, jogar em Santa Maria da Feira é sempre complicado e do outro lado estará uma equipa aguerrida.»

OUTROS CONFRONTOS

O jogo deste sábado é o 23.º entre Feirense e Rio Ave. Nos outros 22 duelos, o Rio Ave venceu metade deles (11), para sete triunfos da equipa de Santa Maria da Feira, a meias com quatro empates. Do total anterior, apenas quatro foram no principal escalão. Nestes, duas vitórias para o Feirense, uma para o Rio Ave e um empate.

EQUIPAS PROVÁVEIS
CD Feirense

Rio Ave FC

in: MaisFutebol.iol.pt

sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Etebo blindado com cláusula de 10 M€

foto: CD Feirense
Etebo foi blindado por uma cláusula de 10 milhões de euros e estendeu até 2019 o contrato com o Feirense, que terminava em 2018.

De acordo com o site nigeriano Football Live, o extremo fogaceiro está na rota do Mundial de 2018 e nos últimos meses tem despertado a cobiça de clubes como Man. United, Leicester City e do West Bromwich, além dos turcos do Galatasaray and os suíços do Young Boys.

in: A BOLA

Nuno Manta quer contrariar favoritismo do Rio Ave

Técnico assume que prioridade passa por pontuar mas garante lutar pela vitória

O treinador do Feirense, Nuno Manta, considerou esta sexta-feira que a sua equipa está motivada para "contrariar o favoritismo do Rio Ave", no sábado, em jogo da 9.ª jornada da Liga NOS.

O técnico considerou que este jogo é o ideal para o regresso às vitórias, num momento em que a equipa de Santa Maria da Feira soma seis jogos oficiais consecutivos sem vencer, quatro deles para o campeonato (quatro derrotas).

"O nosso principal objetivo é pontuar, mas é óbvio que vamos lutar pela vitória, que é fundamental para nós. Queremos conseguir um triunfo perante os nossos adeptos depois de três jogos disputados fora de casa. Em nossa casa a satisfação da vitória é maior. O apoio dos nossos adeptos será importante", referiu.

Nuno Manta considera ainda que o apoio dos adeptos será fundamental para alcançar os seus objetivos. "Vai ser um jogo extremamente difícil contra uma equipa muito bem orientada, com bons jogadores e bons princípios de jogos. Estão conjugados os ingredientes suficientes para termos um adversário difícil. Temos de estar todos juntos, nós e os adeptos para contrariarmos o favoritismo do Rio Ave", justificou.

O treinador do Feirense espera dificuldades num embate em que pretende anular as mais-valias do adversário.

"Um dos princípios de jogo do Rio Ave é manter a posse de bola e ter um futebol positivo. Está sempre mais perto de fazer o golo. Vamos tentar contrariar isso com as nossas armas e a nossa estratégia. Cada jogo tem a sua história, mas queremos ser nós a controlar o jogo, retirando a bola ao Rio Ave. Podemos ter duas estratégias para o jogo ou até mais", sublinhou.

in: RECORD

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Flávio e Babanco estão prontos

Nuno Manta teve ontem uma boa nova, confirmando a total recuperação de Flávio Ramos e Babanco para a receção deste sábado ao Rio Ave. O defesa-central brasileiro e o esquerdino de Cabo Verde aumentam assim as opções do treinador para um jogo que se reveste de grande importância, uma vez que a equipa está numa série de quatro derrotas consecutivas no campeonato. Também Luís Rocha está operacional, depois de suturado na cabeça no jogo da Taça, em Viseu.

Em sinal contrário, o capitão Cris, que continua a trabalhar de forma muito condicionada, está em definitivo fora das cogitações do técnico.

in: jornal  RECORD

Bilhetes para a Bancada Solidária já disponíveis

foto: CD Feirense
O Feirense já disponibilizou os bilhetes para a Bancada Solidária (Bancada Nascente), que terão o custo de apenas 2,00 €, cuja receita reverte a favor dos Bombeiros Voluntários da Feira.

Os bilhetes estão à venda na Loja Feirense.

Garante já o teu bilhete, vem apoiar o Feirense e ajudar os "nossos" Bombeiros da Feira.

Rui Oliveira no Feirense x Rio Ave

O árbitro Rui Oliveira, da Associação de Futebol do Porto, foi o escolhido para arbitrar o jogo do próximo sábado, na receção do Feirense ao Rio Ave.

A restante equipa de arbitragem será composta por Paulo Vieira e André Dias, como árbitros assistentes, e Ricardo Moreira como 4º árbitro.

O vídeo-árbitro estará a cargo de Manuel Mota, que terá como auxiliar Jorge Oliveira.

Histórico de Rui Oliveira em jogos do Feirense:
Época | Jogo Res. | Competição
2014/15 | SC Braga B - Feirense 1-3 | 2ª Liga
2014/15 | Feirense - Santa Clara 2-1 | 2ª Liga
2014/15 | Feirense - Atlético CP 0-3 | Taça da Liga
2015/16 | Feirense - Sporting B 2-0 | 2ª Liga
2015/16 | Feirense - Benfica B 1-0 | 2ª Liga
2015/16 | Feirense - Gil Vicente 3-2 | 2ª Liga
2016/17 | Feirense - Rio Ave 2-1 | 1ª Liga
7 Jogos | 6 Vitórias - 0 Empates - 1 Derrota

V. Guimarães x Feirense para a Taça de Portugal

Realizou-se hoje, na Cidade do Futebol, o sorteio da 4ª Eliminatória da Taça de Portugal, que ditou a visita do Feirense ao terreno do Vitória de Guimarães.

O encontro está, em principio, agendado para o fim-de-semana de 18 e 19 de Novembro, mas a data oficial ainda carece de confirmação.

Na ronda anterior, o Feirense eliminou o Ac. de Viseu, no desempate por penaltis, ao vencer por 4-3, após uma igualdade a zero nos 120 minutos de jogo.

De recordar que, desde que Nuno Manta assumiu o comando técnico da equipa fogaceira, em Dezembro de 2016, o Feirense já mediu forças em três ocasiões com a equipa do Vitória de Guimarães, conquistando dois empates e uma vitória. Nunca perdeu.